• Camilo Cristófaro

Cuidado com o Sarampo

Atualizado: 18 de Out de 2019

Sarampo


Segundo o Ministério da Saúde, nos últimos noventa dias, foram registrados mais de 2.700 casos de sarampo em 13 estados brasileiros, sendo a maioria no estado de São Paulo.

O sarampo é uma doença viral contagiosa, causada por um vírus, que pode ser fatal.



O que causa?


O sarampo é transmitido de uma pessoa doente para outra através da respiração e de secreções da boca, do nariz ou da garganta quando ela tosse, espirra ou respiram próximo das outras.

A doença também é transmitida através do beijo.



Quais os sintomas?


Fique atento!

Os sintomas costumam surgir entre 10 e 14 dias após a exposição ao vírus.


O doente pode apresentar:

  • Febre alta

  • Tosse persistente

  • Erupção cutânea

  • Infecção nos olhos e conjuntivite

  • Coriza

  • Manchas vermelhas no rosto e atrás das orelhas que se espalham para o pescoço, tronco, braços, pernas e pés.

  • Em pessoas que tomaram apenas uma dose da vacina, a doença pode se manifestar sem o aparecimento das típicas manchas vermelhas na pele.



Como se prevenir contra o Sarampo?


Todas as pessoas são suscetíveis ao sarampo e a única prevenção contra a doença é a vacinação.

A vacina tríplice viral e a tetravalente (contra sarampo, caxumba, catapora e rubéola) estão disponíveis na rede púbica e privada.



Vacinação contra o sarampo em crianças


  • Dose zero: deve ser aplicada em crianças entre seis e onze meses.

  • Primeira dose: aos 12 meses de vida com a vacina tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola)

  • Segunda dose: aos 15 meses com a vacina tetra viral (sarampo, rubéola, caxumba e varicela/catapora)



Vacinação contra o sarampo em adultos


Caso você não se lembre, tenha perdido o cartão de vacinação ou tenha recebido apenas uma dose:

  • Pessoas com até 29 anos: devem receber 2 doses da vacina.

  • Entre 30 e 49 anos: apenas uma dose.

  • Quem comprova duas vacinas não precisa se vacinar novamente.

  • A vacina é contraindicada em caso de gestação.

  • Mulheres que estão amamentando podem receber a vacina e aquelas que receberam a vacina e pretendem engravidar, devem aguardar o período de 30 dias após receber a dose.

  • Os profissionais da área da saúde devem receber as duas doses da tríplice viral em qualquer faixa etária.



Complicações


Complicações como meningite, encefalite e pneumonia são algumas complicações decorrentes do sarampo que costumam afetar crianças menores de cinco anos.



Tratamento


Não existe tratamento específico para o sarampo, os doentes costumam ficar em isolamento hospitalar ou domiciliar e recebem medicamentos para diminuir o desconforto causado pelos sintomas da doença. A recomendação é manter-se bem hidratados e alimentados.


6 visualizações
fale comigo

CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO

PALÁCIO ANCHIETA

Viaduto Jacareí, 100 - 4° andar, Sala 404

São Paulo, SP - 01319-900

​​WhatsApp: (11) 9860-40400

camilocristofaro40400@gmail.com

  • Facebook Vereador Camilo Cristófaro
  • Instagram Vereador Camilo Cristófaro
  • YouTube Vereador Camilo Cristófaro
  • Twitter Vereador Camilo Cristófaro