Passaporte da vacina:

como deverá funcionar o controle de pessoas vacinadas em eventos e estabelecimentos comerciais na capital


Na última segunda-feira (23/8), a Prefeitura de São Paulo informou que pretende disponibilizar os dados das pessoas imunizadas na capital paulista para comerciantes e organizadores de eventos por meio da plataforma e-SaúdeSP. A partir disso, será possível implementar na cidade o chamado “passaporte da vacina”, que visa controlar a entrada de apenas pessoas vacinadas em eventos e estabelecimentos comerciais.


De acordo com a Prefeitura, a partir da implementação do passaporte da vacina, o monitoramento deverá funcionar da seguinte forma: os munícipes poderão baixar o aplicativo e-SaúdeSP, onde será disponibilizado um QR Code que passará por um leitor via totem, tablet e/ou computador nos estabelecimentos e eventos, para garantir que apenas pessoas vacinadas adentrem esses locais. Caso a pessoa não tenha acesso à plataforma e-SaúdeSP, ela deverá apresentar o cartão de vacinação físico.


Conforme explicou em nota, “a Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal da Saúde, entende que deve ser obrigatória a exigência do comprovante de vacinação para frequência de pessoas em grandes eventos, como feiras, congressos e espetáculos; e facultativa para locais de fluxo e permanência eventual de pessoas, como bares, restaurantes e centros comerciais”.


Contudo, destacou a administração municipal, o tema ainda está em estudo na Covisa (Coordenadoria de Vigilância em Saúde) e não tem data para entrar em vigor. A Prefeitura ressalta que, assim que o protocolo para implementação do passaporte da vacina estiver concluído – com todas as regras e possíveis penalidades aos estabelecimentos e munícipes que o descumprirem -, ele será amplamente divulgado.


e-SaúdeSP


A e-SaúdeSP (Plataforma de Saúde Paulistana) foi criada pela Secretaria Municipal da Saúde para facilitar o acesso e o registro das informações de saúde do cidadão paulistano. Concebida para integrar e disponibilizar todos os dados pertinentes ao atendimento do SUS (Sistema Único de Saúde) no município de São Paulo, o aplicativo possibilita que o cidadão registre diariamente suas informações de saúde, permitindo diferentes monitoramentos, como aferições de pressão e glicemia capilar, registro de peso, alergias e medicações de uso contínuo.


Além disso, o aplicativo reúne grande quantidade de informações úteis da saúde, como orientações oficiais da Secretaria Municipal da Saúde, armazenamento do histórico clínico do paciente e georreferenciamento para localização das unidades de saúde da capital.


Fonte: www.saopaulo.sp.leg.br

Por Daniel Monteiro

1 visualização0 comentário